Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2012.

Foram aprovados, em reunião de Executivo de 15 de Dezembro, as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2012. O documento foi aprovado por maioria, registando-se os votos favoráveis dos independentes da lista “Valentim Loureiro – Gondomar no Coração” e do PSD. O PS votou contra.

Valentim Loureiro, Presidente da Câmara de Gondomar, destacou que a elaboração do Orçamento e das Grandes Opções do Plano para 2012 “enquadra-se num contexto económico-financeiro profundamente adverso e obriga a um esforço adicional – no sentido de criar um equilíbrio entre dar resposta às necessidades dos Gondomarenses e assegurar, simultaneamente, a sustentabilidade financeira da Autarquia”. E, resumiu, este é um documento de “realismo, rigor e ambição, num contexto particularmente difícil”.

Da reunião do Executivo da Câmara Municipal de Gondomar de 15 de Dezembro, e dos 33 pontos em análise, destaque para a discussão e votação do Plano e Orçamento, assim como a delegação de competências (e respectivas verbas) nas Juntas de Freguesia do Concelho.

O Plano e Orçamento (com um valor total superior a 90 milhões de euros) foram aprovados por maioria. Votos favoráveis da lista “Valentim Loureiro – Gondomar no Coração” e do PSD, enquanto o PS votou contra – emitindo, sobre esta matéria, uma declaração de voto.
Na opinião de Valentim Loureiro, Presidente da Câmara de Gondomar, a elaboração do Orçamento e das Grandes Opções do Plano para 2012 “enquadra-se num contexto económico-financeiro profundamente adverso e obriga a um esforço adicional – no sentido de criar um equilíbrio entre dar resposta às necessidades dos Gondomarenses e assegurar, simultaneamente, a sustentabilidade financeira da Autarquia”, justificou.
E, não obstante os cortes e reduções – até nas transferências do Poder Central, já de há vários anos a esta parte... – Valentim Loureiro considera que na Câmara de Gondomar será “possível manter a execução dos nossos principais projectos – dado o controle financeiro rigoroso com que temos vindo a gerir o Município, e que asseguram a solidez das nossas finanças”.
O Executivo liderado por Valentim Loureiro aponta como prioridade as políticas sociais, o investimento no Parque Habitacional e, também, na melhoria do Parque Escolar.
Em 2012, terá início a construção do Parque Tecnológico de Ourivesaria de Gondomar – “um dos equipamentos mais marcantes para o desenvolvimento económico do Município”, que representa um investimento previsto de mais de seis milhões de euros (na 1.ª fase), destacou Valentim Loureiro.
Mas o Presidente da Câmara de Gondomar defendeu, igualmente, os projectos e iniciativas desenvolvidos em parceria e rede – sublinhando a acção das Juntas de Freguesia e das associações locais.
A delegação de competências nas Juntas de Freguesia também foi aprovada. O documento, que define a transferência de responsabilidades (e inerentes verbas) nas 12 Juntas de Freguesia do Concelho de Gondomar, foi aprovado por unanimidade – representando um investimento da Câmara superior a um milhão e meio de euros.
Destaque, ainda, para a aprovação, por unanimidade, do Orçamento e Plano Plurianual da empresa municipal Multiusos Gondomar “Coração de Ouro”. Entidade que, aliás, mais uma vez gerou lucro no corrente ano.
Plano e Orçamento – que Valentim Loureiro resumiu como sendo de “realismo, rigor e ambição, num contexto particularmente difícil” – serão apresentados à Assembleia Municipal a 28 de Dezembro.

Sem comentários: