Arranque do Ano Lectivo em Gondomar‏.

Em início de Ano Lectivo, Vereador Fernando Paulo destaca os investimentos 32 milhões de euros na Educação.

A abertura do ano lectivo em Gondomar decorreu, como previsto, até ao passado dia 15 de Setembro – resultado de um processo que já vinha a ser preparado há vários meses. E em permanente e constante diálogo do Pelouro da Educação com toda a comunidade e parceiros escolares, saliente-se.

O Município de Gondomar tem, presentemente, um total de investimentos na Área da Educação que se aproxima dos 32 milhões de euros (repartidos, essencialmente, pela construção de novos Centros Escolares e pela renovação e recuperação de vários estabelecimentos de ensino).


Tal como o previsto no calendário escolar definido pelo Ministério da Educação, os 115 estabelecimentos de educação e de ensino da rede pública de Gondomar entraram em funcionamento até ao dia 15 de Setembro.


Num processo que já vinha a ser preparado pelo Pelouro da Educação, desde há vários meses, em permanente e regular diálogo com os diversos órgãos e parceiros da comunidade, nomeadamente o Conselho Municipal de Educação, a DREN, as direcções executivas dos Agrupamentos de Escolas, a FAPAG e as diversas associações de pais que a constituem, permitiu que a abertura do ano lectivo decorresse como o planeado, de forma atempada e sem imprevistos – tal como é habitual em Gondomar.

O Município tem, presentemente, um total de investimento na Área da Educação que se aproxima dos 32 milhões de euros, repartidos, essencialmente, pela construção de seis novos Centros Escolares e pela renovação e recuperação de vários estabelecimentos de ensino, nomeadamente os novos edifícios das Escolas Básicas de Gondomar e Rio Tinto.

Para além da gestão do pessoal não docente de todas as escolas básicas e jardins de infância – que ronda os 600 funcionários, decorrente do processo de transferência de competências em matéria de educação –, a Câmara é também responsável pelo fornecimento de refeições nas Escolas Básicas do 1.º CEB e pela dinamização das actividades de enriquecimento curricular (que envolvem cerca de 180 professores), bem como pela dinamização da componente de apoio à família (alimentação e prolongamento de horário) nos Jardins de Infância. Frequentam estes níveis de educação e ensino cerca de 8.200 crianças.

Em fase de arranque de novo ano lectivo, para além dos números dos investimentos, também será de destacar a forma organizada como todo o processo decorreu – com o Pelouro da Educação da Câmara a “chamar” às decisões todos os parceiros locais.

Fernando Paulo, Vereador do Pelouro da Educação da Câmara Municipal de Gondomar, encara todos estes investimentos com um forte sentido de responsabilidade. “Mais do que os números que estas obras envolvem, importa referir tudo quanto de positivo os novos estabelecimentos de ensino vão trazer, para alunos, funcionários e professores, a nível do processo educativo”, salientou. “Em Gondomar, é política desta Câmara estabelecer diálogos, definir prioridades e chegar a consensos. E estas mudanças, que são muitas e relevantes, foram debatidas, discutidas e consensualizadas com todos os parceiros educativos do Concelho de Gondomar”, realçou Fernando Paulo.

Sem comentários: