Atendimento Integrado em Gondomar.


A Câmara Municipal de Gondomar, em parceria com o Centro Distrital do Porto da Segurança Social, procedeu hoje, 18 de Outubro, à assinatura de cinco Protocolos de Atendimento Integrado para o Município.
A cerimónia, que decorreu no Salão Nobre da Câmara, definiu a criação de estruturas de apoio descentralizadas nas freguesias de Gondomar (S. Cosme), Jovim, Rio Tinto, S. Pedro da Cova e Valbom. Foram efectuadas parcerias com as Juntas e, também, com o movimento associativo local.

Mais do que novos serviços (por parte da Segurança Social), trata-se de aproximar as necessidades das populações. E, usando meios já existentes, potenciar o serviço prestado a nível local. São essas as características principais do Serviço de Atendimento Integrado agora definido no âmbito dos protocolos assinados.
Esta formalização dos Protocolos de Atendimento Integrado envolve a Câmara Municipal de Gondomar, o Centro Distrital do Porto da Segurança Social, a Junta de Freguesia de Gondomar (S. Cosme), a Junta de Freguesia de Jovim (e Santa Casa da Misericórdia Vera Cruz de Gondomar), a Junta de Freguesia de Rio Tinto (e Associação Rio Tinto para a Evolução Social), a Associação Social Vai Avante e, ainda, a Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral – Villa Urbana de Valbom.
O Atendimento Integrado, pretende ser uma nova forma de prestação de serviços na área social, assegurado por parceiros de base institucional, pública e privada. Com os Gabinetes de Atendimento Integrado, as diferentes instituições alternam-se no atendimento e partilham estruturas comuns, nomeadamente o historial informático do atendimento às famílias e/ou cidadãos que beneficiam de apoios sociais. A introdução desta nova metodologia irá permitir, por um lado, o contacto simplificado por parte dos beneficiários de apoio social e, por outro, o aumento da capacidade de resposta das instituições.
A apresentação da Metodologia de Atendimento Integrado esteve a cargo da Dra. Judite Regueiras (Chefe de Sector Territorial da Área Metropolitana), bem como da Dra. Cláudia Santos (Coordenadora do Gabinete da Rede Social da Câmara de Gondomar).
Depois de assinados os protocolos, houve tempo para breves intervenções. Começou o Dr. Luís Cunha, Director do Centro Distrital do Porto do Instituto da Segurança Social, referindo que “não se estão a criar novos serviços mas, antes, a definir novas concepções de parceria e de proximidade” em relação aos utentes. Tudo, acrescentou, com o objectivo final de se “criarem melhores condições de vida para aqueles que precisam”.
Na opinião do Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, “todos devemos proporcionar soluções válidas para, de forma responsável e solidária, ajudarmos a resolver os problemas sociais existentes”. E que, acredita Valentim Loureiro, “em função do enquadramento nacional e internacional, se tendem a agravar...”.

Sem comentários: