Almas de Fogo visto por uma das autoras. Exclusivo.

No dia 30 de Abril teve lugar, na Biblioteca Municipal de Gondomar, o lançamento da 1.ª Edição do livro “Almas de Fogo – O outro lado da vida do bombeiro… quando a sirene rompe a chama do medo”. A apresentação do livro decorre durante o mês de Maio e Junho já que, pela forte receptividade bem como pelas suas características inéditas que o livro, quer em Portugal quer na Europa comporta, os apelos de apresentação têm sido, felizmente, frequentes. Assim, os autores, Raquel Azevedo Freitas, Mário Ferreira e Isabel Moreira percorram já alguns locais, mostrando a toda a sociedade o que significa ser bombeiro, quebrando preconceitos e clarificando o esforço que os bombeiros, técnicos de emergência médica e socorro e técnicos de combate a incêndio depositam, dia a dia, no seu trabalho, numa entrega incondicional à causa.

O livro “Almas de Fogo”, apadrinhado pelo Comandante Distrital Coronel Teixeira Leite, que realizou a nota introdutória do mesmo, e pela Governadora Civil do Porto, Dra. Isabel Santos, que apresentou o livro no dia do lançamento, fez com que, até os profissionais mais tecnicistas e objectivos, que se regem pela legislação, deixaram transparecer todo o lado emocional, estando alertas para o combate ao (i)reconhecimento social que se verifica.
Trata-se de um livro de vanguarda, já que, pela primeira vez se ousou escalar a fronteira dos manuais técnicos, para desvendar as loucuras, anseios e receios de todos os técnicos de emergência e socorro (bombeiros, técnicos de emergência médica do Instituto Nacional de Emergência Médica e da Cruz Vermelha Portuguesa, bem como de todos os que actuam neste âmbito). Pela primeira vez se ousou reflectir sobre a vida pessoal destes homens bem como das suas famílias, analisando as escolhas que constantemente têm que fazer.
“A vida pessoal de um bombeiro”, “O que diz a sirene” e “O olhar de um bombeiro sob o relógio” são alguns dos capítulos que desvendam ao senso comum a forma como estes técnicos vivem, promovendo um caminho mais claro para as respectivas famílias compreenderem os devaneios tantas vezes incompreendidos.
Como escreve o Coronel Teixeira Leite (CODIS) na nota introdutória: “Este livro é um importante vector de difusão para a Sociedade Civil, do que é ser Bombeiro Voluntário mostrando à população a organização, o trabalho, os sentimentos, emoções e paixões que estão por detrás de uma farda de bombeiro”.
Este é o livro que os bombeiros precisam, pois promove uma profunda introspecção, funcionando como um espelho que vê para além do lado físico, que situa, que entende e que devolve; é um livro para os seus familiares, para que possam compreender o que tantas vezes parece incompreendido, como é o caso da ausência; é um livro para a sociedade em geral, pois refuta as ideias pré-concebidas, ideias essas que limitam o reconhecimento daqueles que o têm por natureza.
Dr.ª Raquel Azevedo Freitas

Texto de uma das autoras,  Dr.ª Raquel Azevedo Freitas para os leitores deste Blogue a quem agradeço desde já por toda a atenção prestada.

Creio não ser preciso dizer mais nada a respeito deste grande livro a não ser aconselha-los a o comprar.

Sem comentários: