Quem faz melhor que se candidate.

Não entendo como podem alguns cidadãos podem se servir da comunicação social para falar tão mal das cidades onde vivem.

Tudo serve de crítica, até o que é estragado pelos próprios cidadãos que nelas habitam.
Sabemos todos que nenhum Executivo Camarário é perfeito e que nenhum termina o seu mandato sem pensar no que poderia ser feito e não foi.
Mas vir para a comunicação social criticar como ultimamente tem acontecido por exemplo a falar mal de Gondomar.
E sempre com ataques pessoais ao seu presidente.
Leva-nos a pensar quem estará por de trás dessas pessoas.
Não serão partidos da oposição?
Dou um exemplo, estes dias vinha uma critica a falar da “Falta de moral, credibilidade, ética e falta de respeito do Executivo Municipal pelos Gondomarenses.
Esse senhor até fala pelos que nunca o elegeram para ser porta-voz, aliás o único eleito foi precisamente o actual Presidente de Câmara, o Major Valentim, Loureiro e seu Executivo.
E não alguém que só escreve para deitar abaixo a cidade onde vive.
Temos de ser responsáveis e não denegrir a nossa cidade na praça pública com textos sem sentido e que nem sequer fazem sentido, só porque o presidente que lá está não é o que algumas (muito poucas) queriam, já que para vencer as respectivas câmaras os actuais presidentes tiveram que ter mais votos a favor do que contra.
Gondomar, assim como todas as cidades e juntas tem muito a melhorar, concordo, mas não é assim que ajudamos, é com responsabilidade e se alguns fazem melhor porque não concorrem às eleições?
Concorram e vejam se ganham para fazerem bem o que dizem que está mal.
Em Gondomar, temos excelentes Presidentes de Junta independentemente dos partidos que lá estejam, Excelente Assembleia Municipal e excelente Executivo Municipal, e é assim que cada um de nós deve dizer da sua cidade, porque só assim valorizamos o que é nosso.
E se no final dos mandatos não estivermos satisfeitos, ou candidatamo-nos ou votamos noutro que melhor garantias nos oferece.
Mas difamar a nossa terra, isso não.

Teatro na Biblioteca de Gondomar, pois claro.

Porque é preciso divulgar o que de bom se passa na nossa cidade, aqui vai mais esta noticia copiada do sempre informativo site da C M Gondomar.


O Teatro Infantil ocupa um lugar de destaque no programa da Biblioteca Municipal de Gondomar. Para o primeiro semestre deste ano são várias as peças a apresentar.

Entre Fevereiro e Maio, todos os meses, a Biblioteca Municipal receberá uma peça de teatro dedicada aos mais novos (com idade superior a quatro anos), em que a entrada será livre, estando apenas limitada à lotação da sala.
Programa:


• 10 de Abril, às 16h30, “João e o Pé de Feijão”, pelo Teatro Partículas Elementares

• 28 Maio, às 21h30, “Camilo Castelo Branco”, pela Associação Teatro Construção

Fonte: Site C M Gondomar

Acerca de mim.

Não temos de ser quem querem que sejamos.
Não temos de nos portar como querem que nos portemos mas sim que agir como queremos.
Não sejamos hipócritas e sejamos todos como realmente somos para não desapontar quem nos toma por outra pessoa que não somos.
Nunca sejas o que não és, não vale a pena.
Sê a pessoa que está dentro de ti.
Nunca olhes para trás, olha sempre para a frente e não penses que não vais conseguir, pois quem te disse que não consegues?
Se acreditas no que desejas então deseja mais ainda e vai a luta pois a tua força virá ao de cima.
Não sejas covarde e não deixes de lutar pelo que acreditas.

Por amor, com amor. (24).

O amor precisa de ser livre

Voar, sair de nós e ir ao encontro de quem amamos
Não o guardemos dentro de nós
Não o queiramos para nós mesmos
Não nos pertence
Foi nos dado para a outra pessoa o devolvermos
Deixemos que ele vá ao encontro
De quem nos poderá fazer feliz
De que precisamos nós do amor senão para amar?
O amor que temos não pode ser para nós
É para ser dado a quem nos pode dar o seu amor.

Concelhia pede o regresso do Major Valentim Loureiro ao PSD.

Quando um Partido sente falta de quem realmente faz falta, é vencedor e foi injustiçado, só poderia acontecer isto.
Agora o PSD parece estar mesmo a querer entrar no rumo certo, com os que tantas vitórias lhes deram e onde outros já mais ganharam sem aqueles que foram injustamente expulsos.


Esta noticia saiu no JN de segunda-feira, dia 29-03-2010.

Em Gondomar incentiva-se a cultura com “Arte com Livros”

Incentivar o gosto pelo livro e pela leitura (através da arte), assim como celebrar o “Dia Internacional do Livro Infantil” (2 de Abril) e o “Dia Mundial do Livro” (23 de Abril), são os objectivos da exposição “Arte com Livros”, patente ao público até dia 24 de Abril na Casa da Juventude de Rio Tinto.

Por amor, com amor é apenas um livro meu, nada mais.

Recordo que os textos escritos com o titulo; "Por amor, com amor." são excertos de outro livro que estou a escrever assim como o outro que escrevi chamado "Amar aos 40".

Alteração da hora.

Pois é, novamente altera a hora.
Não se esqueçam de adiantar o relógio na madrugada de sábado para domingo.

Por amor, com amor. (23) A voz que ouço.

A voz que ouço
O rosto que não se vê
A voz que vai directa ao meu coração
Sem ver a boca de onde sai, seu rosto, sua aparência
Mas aquela voz sem rosto continua por mim a ser ouvida
Mesmo com a pessoa calada
Não sei como és, e tua aparência
Mas também não me interessa
A tua voz neste momento é tudo que desejo ouvir
Ao deitar, durante meus sonhos, ao acordar e durante todo sempre
Pela tua voz já te conheço, a parte mais importante do ser humano
Pela tua voz conheço o amor que sai dos teus lábios
Quando de repente encontro a dona daquela voz
Eras tu, a mulher que não se preocupa mais com a aparência exterior
Do que com a interior, a do carácter que define o ser humano
Quero-te, com desejo redobrado, porque não és ilusão nem fingida
Porque és real, um ser humano fantástico.
A dona da voz, da alma que eu ouço.

Por amor, com amor. (22) Sabes o que queres?

Se sabes o que queres

E queres quem sabes que te ama
E quem te ama é quem tu queres
Sendo que te fará feliz
Porquê esperares?
O tempo não pára.
São palavras, afectos, carinhos, amor
Que não tiveste e não podes recuperar.
Porque esse tempo todo esperou.
Porque esperar?
Quanto tempo mais sem tudo o que tens direito?
Quanto tempo mais sem amor?
Não fiques sem agir
Porque tens medo de amar
Nem que seja apenas por uma noite.
No amor tudo é permitido
Menos esperar.

Concedida Tolerância de Ponto na Tarde de 1 de Abril.

O Primeiro-Ministro José Sócrates assinou, no dia 18 de Março, um Despacho que concede tolerância de ponto para os trabalhadores da Função Pública e dos Institutos Públicos no período da tarde de quinta-feira, dia 1 de Abril de 2010.


O Despacho refere que a decisão é justificada pela "tradição existente no sentido da concessão de tolerância de ponto nos serviços públicos não essenciais na época da Páscoa”, tendo o Primeiro-Ministro determinado “a concessão de tolerância de ponto aos trabalhadores que exercem funções públicas na administração central e nos institutos públicos".

Fonte: Portais do Cidadão e da Empresa com Portal do Governo.

Por amor, com amor. (21) Sim ou não?

Sim ou não?

Qual o caminho que me vais apontar?
O de te acompanha ou te largar e esquecer?
O de te dar o meu amor e seus prazeres
Ou o de te esquecer sem nunca te ter?
Decide o que desejas
Mas deseja o que decidires
Porque não vou desistir
Sem sermos dois em um, por um momento que seja.
Em que todas as noites serão mágicas
Na magia da noite.
Em que só existes tu
E tu és tudo o que existe.
Em que os sonhos se tornam realidade na realidade dos sonhos.
Em ti quero depositar para sempre todo o meu amor e seus prazeres
Sem medo de seres feliz, sim ou não?

A vida não tem de ser só recordações.

A vida não tem de ser só recordações

O nosso amor não tem de ser lembrado
Os momentos felizes não têm que se referir ao passado
Tudo pode ser presente
Estamos vivos, não morremos
Podemos sempre ser como queremos ser e quem queremos realmente ser
Não precisamos de ser um álbum de recordações que vagueia sobre duas pernas sem caminho, sem objectivo
Recordar é viver, é bem verdade, mas digo eu que recordar é lembrar que sempre pode ser melhor do que da última vez
Se os momentos bons realmente foram bons, porque apenas recordar e não os viver?
Pois, porque temos filhos e já não somos crianças, e tal, coisa e tal
Já somos crescidos para ver que isso não é verdade
É errado esse pensamento, essa mentira.
Os filhos são o motivo de sermos mais felizes, não o impedimento de o sermos fazendo o que gostamos.
Quanto há idade, quantos mais anos, mais experiencia, mais sabemos o que queremos, mais certezas temos de como sermos felizes.

Presidente Barack Obama.

O Presidente dos EUA venceu a luta pela sua reforma da saúde num Pais onde não protegia mais de 30 milhões de pessoas, que não tinham cuidados de saúde básicos e que era manipulado pelas companhias se seguros.

Agora, depois de ter sido eleito, esta é sem dúvida, a maior vitória do Presidente Americano após a sua eleição.

Granda nóia para os do contra. he he.

A perda de mandato aplicada pelo Tribunal de Gondomar, em 18 de Julho de 2008, a Valentim Loureiro, foi definitivamente “arrumada” pelo acórdão do Tribunal de Relação do Porto, ontem proferido.

Valentim Loureiro continua, assim, no desempenho das funções de Presidente da Câmara, para que foi reeleito pelos Gondomarenses, em 11 de Outubro de 2009.
No que se refere aos crimes de abuso de poder, relacionados com o Gondomar Sport Clube, a pena de prisão, que lhe havia sido aplicada pelo referido Tribunal de Gondomar, foi substituída por multa.
Quanto ao crime de prevaricação, relativo à adjudicação de uma Revista para escolas de Rio Tinto (no âmbito do Programa Urban), a Relação manteve a decisão do Colectivo de Gondomar.

"Inconformado, Valentim Loureiro deu já instruções aos seus Advogados para recorrerem desta decisão para o Tribunal Constitucional.
Como foi provado, nas várias audiências de julgamento no Tribunal de Gondomar, por mais de meia dúzia de idóneas testemunhas, Valentim Loureiro reafirma que não cometeu qualquer crime na adjudicação daquela Revista. Até porque fez a adjudicação da mesma, por proposta do Vereador Eng. Leonel Viana, e por um preço inferior em 20% ao constante da proposta inicial da empresa. Ou seja, o preço da adjudicação foi reduzido de 24.375 para 19.500 euros, havendo, assim, uma poupança de 20%.

De esclarecer que Valentim Loureiro, em todo o processo “Apito Dourado”, inclusive nas várias certidões já extraídas e arquivadas, nunca foi condenado por qualquer crime de corrupção, nem mesmo corrupção desportiva. Fonte: Site C M Gondomar

Pois é, agora falo eu.


Já estou a ver alguns a terem que abrir as duas portas para poderem entrar nos seus gabinetes, quer de trabalho, quer dos seus escritórios na sua sede partidária, derivado a estarem cá com uma cabeça deste tamanhooooooooooooo.
Julgaram um ser humano sem ter competencias para tal e agora, pimba, ou seja levam na cabeça porque afastaram um membro muito válido no seu partido e com ele outros membros também muito válidos e agora andam perdidos e sem rumo e sem poderem falar, senão levam com a lei da rolha.
Ai levam levam.
E se levam.

ENSINO ARTICULADO DO ENSINO ESPECIALIZADO DA MÚSICA

Um exemplo a seguir.
Vejam no site da FAPAG

Major Valentim Loureiro. A VERDADE VEM SEMPRE AO DE CIMA.



Li no JN de hoje que partes das condenações foram retiradas ao nosso estimado Presidente de Câmara, Major Valentim Loureiro.
Não me causou surpresa, surpresa causou foi as condenações.
Curioso foi o facto de aquando as condenações, os órgãos de comunicação social apareceram todos, agora apenas alguns dão a noticia.
Curioso ou talvez não.
Um tiro na culatra de quem queria colocar o nome do nosso Presidente na lama?
Sim e este foi certeiro.
Bem certeiro.
Não se esqueçam que a verdade tarde mas chega.
E por muito que a empurrem para baixo, ela vem sempre ao de cima.
Mesmo com a força dos média.
Esperemos que TODA a verdade seja reposta.

“A condenação de Valentim Loureiro no processo Apito Dourado foi ontem parcialmente revogada pelo Tribunal da Relação do Porto, num acórdão que incidiu sobre os recursos de vários arguidos punidos no processo de corrupção desportiva que decorreu no Tribunal de Gondomar.Fonte JN."

Dia 18 de Março de 2010, pelas 21h30, no Auditório de Junta de Freguesia de Fânzeres

A FAPAG promove, dia 18 de Março de 2010, pelas 21h30, no Auditório de Junta de Freguesia de Fânzeres, uma reunião com os intervenientes no sistema educativo, dos Agrupamentos de Escolas das freguesias de Baguim, Rio Tinto, Fânzeres, Valbom, São Cosme e São Pedro da Cova, do concelho de Gondomar, por forma a analisar e debater os problemas e boas práticas das nossas escolas, contando-se com a presença:


Vereador da Educação da CMG
Presidentes das Juntas de Freguesia
Direcções dos Agrupamentos de Escolas
Presidentes dos Conselhos Gerais dos Agrupamentos de Escolas
Pais representantes nos Concelhos Gerais e Pedagógicos dos Agrupamentos de Escolas
Brevemente divulgaremos novas acções idênticas para outras escolas de Gondomar.


O CE da FAPAG


Fonte: Site FAPAG

Negócio PT/TVI

Jorge Lacão exige que a presidente do PSD vá à comissão de inquérito provar as acusações feitas ao Primeiro-ministro de Portugal.

Agora gostava de estar a assistir às ditas provas.

Será que existem mesmo?

Bónus? Porque?

Os prémios milionários atribuídos a gestores das empresas públicas e até de algumas privadas, são o culminar da falta de vergonha que existe quando a uns dá-se centenas de milhares de euros, e a outros se pede contenção e até se pede para os patrões não aumentarem os salários funcionários que ganham salários mínimos

Então as empresas a uns não podem pagar e a outros até pagam demais.
Não está em causa se são suspeitos ou não, porque até prova de contrário todos somos inocentes, o que está em causa é serem sempre os mesmos a pagar a crise.
Concordo e assino em baixo muitas das medidas do PEC, mas caros políticos, parem de dar milhares e milhares de euros a quem já muito ganha e vejam que eles são contratados para fazerem o seu melhor e o melhor são os bons resultados que conseguem e não deveriam de receber mais por isso.
Afinal quando as coisas correm mal eles também não metem do bolso deles para pagar os prejuízos pois não?
Então porque têm que receber bónus por terem feito o que já são pagos para isso.
Ainda pior é os que recebem quando as empresas nem lucro dão.
Vamos levar o PEC com tino e muito juízo, porque não pode ser tirar tudo a uns e dar a outros.

Estudio67

A não perder.

PSD impõe a lei da rolha.

O PSD, o tal que caiu em cima do PS pelas supostas pressões sobre a comunicação social, impõe aos seus membros a lei da rolha que determina a expulsão dos militantes que apoiem, sejam mandatários ou protagonizem candidaturas adversárias às apresentadas ou apoiadas pelo PSD.

As críticas internas são penalizadas nos 60 dias anteriores a eleições.
Ainda bem que determinadas pessoas nossas conhecidas deixaram aquele partido, pois não os estou a ver a se sujeitarem a uma situação destas.
Não há dúvida que o PSD está em coma.
Aliás creio que hoje em dia PSD signifique Perdidos Senis Derrotados.
E enquanto aqueles que foram obrigados a sair do partido, por o mesmo querer julgar aqueles que nem os tribunais julgaram, não voltarem ao partido, assim continuara o PSD, em coma, perdido e sem rumo.

CONFAP - ASSEMBLEIA GERAL.



CONFAP - ASSEMBLEIA GERAL
Assembleia Geral 2010

Ao abrigo dos artigos 22º e seguintes dos Estatutos da CONFAP, convoco a Assembleia-Geral desta Confederação, para a sessão ordinária a realizar no dia treze de Março de dois mil e dez, pelas nove horas e trinta minutos no Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos.


É IMPORTANTE QUE TODAS AS ASSOCIAÇÕES DE PAIS DE GONDOMAR E DE TODO PAIS ESTEJAM PRESENTES.
VAMOS COLOCAR OS INTERESSES DOS NOSSOS FILHOS EM PRIMEIRO LUGAR, POIS COMO SABEM AS ASSOCIAÇÕES DE PAIS CADA VEZ MAIS TÊM UM PAPEL IMPORTANTE NAS NOSSAS ESCOLAS ENQUANTO PARCEIROS.

Parabéns Filipa Azevedo.

Filipa Azevedo: homenagem em Gondomar.

Como veremos na notícia adiante publicada no site da Camâra, Gondomar reconhece os seus conterrâneos.




"Numa iniciativa promovida pela Junta de Freguesia de Fânzeres, Filipa Azevedo foi recebida em festa na terra que a viu “crescer para a música”. Amigos, fãs e autarcas juntaram-se para, numa singela cerimónia, receber a vencedora da 43.ª edição do Festival da Canção. Fernando Paulo, Vereador do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Gondomar, e Fernanda Vieira, Presidente da Junta de Freguesia de Fânzeres, participaram na homenagem que, para a jovem artista, foi uma verdadeira surpresa.

Filipa Azevedo ganhou, no dia 6 de Março, no Campo Pequeno, em Lisboa, a 43.ª edição do Festival da RTP. Foi com “Há Dias Assim” que esta jovem convenceu público e júri. Filipa Azevedo representará Portugal em Oslo, a 29 de Maio.
As semifinais do Festival da Eurovisão realizam-se a 25 e 27 de Maio na capital da Noruega, vencedora em 2009. A final realiza-se também em Oslo, a 29 de Maio, na “Telenor Arena”, um recinto inaugurado o ano passado e com capacidade máxima para 23 mil pessoas.
“Há Dias Assim” tem letra e música do jornalista da SIC, Augusto Madureira. A emissão do Festival RTP da Canção foi conduzida por Sílvia Alberto e teve como objectivo ajudar a Região Autónoma da Madeira após a tragédia de Fevereiro."


Fonte: Site da C M Gondomar

Curso de Informática. Palavra cumprida.

Tal como disse assim o fiz.

Após a longa espera eis que vai finalmente arrancar o nível dois em Informática (50 horas) organizado por a Associação de Pais da EB1 da Triana com a Orientaris nas instalações da Orientaris na Rotunda da Areosa derivado ao elevado número de participantes, que estão já em cerca de 50 garantidos.

THOMAS ANDERS - "Why Do You Cry"

Mulheres, o vosso dia é todos os dias.

Mulher.

Ser belo e digno.
Ser que nos faz perder a cabeça.
Ser que pode nos levar a altos voos ou a grandes quedas.
Ser que tudo aguenta e tudo suporta por quem ama.
Ser que tem coragem de dar à luz, mesmo que isso lhe custe a vida.
Ser que deveria ser mais respeitada por quem dela tanto precisa.
Ser que sem esse ser o homem nada é.
Mas não digo isto por ser dia da mulher, porque dia da mulher são todos os dias, horas, segundos, enfim sempre.

Beijinhos a todas as mulheres.

Um resumo publicado no JN do artigo aqui escrito.

Porque temos de alertar por todos os meios disponiveis.

Um alerta para a comunidade Educativa.

A situação que aconteceu com a criança que se suicidou por apanhar dos colegas na Escola deve-nos alertar a nós que fazemos parte da comunidade educativa, para a realidade que é o bullying nas nossas Escolas.
O causador;

O que levará as crianças e jovens a tais práticas?
Será por mau ambiente familiar, pelo tipo de filmes que vêm, pelos jogos que são na maior parte das vezes sobre violência, enfim o que os lavará a espalhar este tipo de terror aos seus colegas?
Porque não basta querer ajudar as vítimas sem se conseguir ir ao causador, pois se ajudarmos a vítima, muito melhor mas o causador se não bater num bate noutro e por ai contínua.
Tratando o causador, trata-se da fonte do problema.
De certeza que se ajudarmos o causador a encontrar respostas para as suas atitudes e se o podermos fazer ver que aquelas atitudes em nada vão o ajudar, só o vão afastar ainda mais de uma vida social com os colegas, até que ele fique mais sozinho ainda, do que já se encontra.
Procurar respostas no ambiente familiar destes causadores pode ser difícil mas se não tentarmos vamos ter estes jovens em adultos uns delinquentes, a roubar, violar, e quem sabe matar.
As vítimas;

Estas são as que mais sofrem com o bullying.
Em muitos os casos nem contam nada, quer seja em casa quer seja na Escola.
Sofrem calados e muitas das vezes até já falaram com alguém sobre esse mal que lhes acontece, mas se calhar quem as escutou pensou que era só mais uma briguinha de colegas e nem ligou nenhuma dizendo à vítima que todos já passamos por isso.
Isto sem essa pessoa apurar primeiro se essa foi a situação.
Quando uma criança chega ao pé de nós e nos conta isso, temos de com educação, junto da Escola apurar o que se passou, pois se não ligarmos nenhuma corremos o risco de essa criança não mais nos vir contar nada das agressões que sofre na Escola e acaba por se tornar permanentemente uma vítima de bullying.
Tudo porque ninguém ligou nenhuma e não se acreditou na criança, fazendo com esta se torne uma pessoa fechada e passe a sofrer calada.
Até um dia.
Porque vai chegar um dia em que ou se vinga em alguém e torna-se também um causador de bullying, e com isto arrasta essa corrente de maldade nas nossas Escolas, ou acaba por fazer algo contra ele próprio, seja se meter em vícios, tornar-se uma pessoa agressiva em casa e na Escola, cresce um adulto revoltado, tenta o suicídio, como o pequeno Leandro e outros mais que desconhecemos, enfim esta vida se auto-destrói apenas porque ninguém fez nada por elas.
Temos de estar atentos quando os nossos filhos estão perto de nós, procurar falar com eles, insistir a ver se eles se abrem connosco, procurar ir até ao fundo do baú e ver se não nos escondem nada e se nos contam procurar junto de quem de direito apurar o que se passa, com quem se passa e tentar resolver as coisas da melhor forma possível, ou quanto mais não seja junto da policia local, caso a Escola faça como a Escola do menino que se suicidou, ou seja não faça nada para acabar com a situação.
O que não podemos é deixar que esta infeliz história que é verídica, não é ficção, se repita no dia-a-dia.
Vamos respeitar os direitos das crianças, elas não pediram para nascer, fomos nós que assim decidimos.
Então agora cuidemos de quem depende de nós.

Um minuto por Leandro.

Sei que nada vai resolver, mas se está a ler este artigo e puder, faça um minuto de silêncio pela morte desta criança de quem escrevo no artigo anterior.
Não é vítima das cheias da Madeira nem do sismo do Chile nem coisa que pareça, é vítima de todos os que não a escutaram e que a levaram ao desespero do suicídio por não ter sido ouvida nem atendida por quem de direito.

Leandro, 12 anos, lamentável morte.

A vida de Leandro parou com apenas doze anos de idade.

Farto de apanhar dos colegas de Escola, decidiu que não mais apanharia de mais nenhum colega atirando-se ao rio e acabando com a própria vida.
Leandro sofreu calado, em silêncio se foi, farto de levar porrada daqueles com quem era suposto conviver, brincar enfim se darem bem, pois todos eram colegas de Escola.
Segundo os seus familiares, ele até já tinha estado internado por ser agredido na Escola, mas nem mesmo assim a Escola nada fez para que ele, o Leandro, parasse de levar porrada e consequentemente alimentou a ideia do suicídio.
A Escola EB 2,2 Luciano Cordeiro diz que só tem registadas duas situações em que as vitimas são duas empregadas da Escola.
Ora e dos alunos não se registam as situações?
A família do menino Leandro diz que aquando do internamento do menino, fez queixa na Escola e esta nada fez e sabe-se agora que essa situação que se passou no interior da Escola nem registada foi.
Conheço o trabalho do Dr. António Leite responsável da DREN e acredito que se a Escola tivesse reportado esta situação a DREN teria tomado uma atitude.
Contudo é preciso que este triste fim de Leandro não sirva só de tema de escrita, debates ou se use o nome desta criança para preencher horários de noticiários.
É preciso isso sim se apurar o que se passou de facto, pois a ninguém cabe por a culpa do menino se ter atirado à água, mas todos têm culpa do motivo.
Será que ninguém ouviu o silêncio desta criança?
Aos familiares além das queixas que fizeram na Escola, que mais atitudes tomaram?
Ninguém terá dado a devida importância às queixas do Leandro, que o levou a cometer suicídio?
Será que uma criança assim tão desesperada não mostra sinais que está a sofrer?
Não estou à procura de culpados, mas sim de perceber o que fazemos nós adultos pelas crianças, pois quando elas tomam atitudes deste género estão a nos dar sinais claros de que não confiam em nós para as ajudar, que não há mais solução.
A Escola que passos deu para manter a segurança dos alunos que lhes estão a cargo e ao seu cuidado?
Para manter a estatística não registaram a queixa, para que como disse o tal representante da Associação de Pais.” O mesmo responsável acrescenta que "a DREN produziu um estudo relativamente à existência de bullying em escolas da região e esta foi das mais bem classificadas".
Pois bem, se a Escola não regista as queixas é claro que fica bem classificada, à custa da batota.
Só a Escola e a Associação de Pais desconheciam o que era do conhecimento geral, que existem muitos casos naquela Escola de agressões e no JN de hoje (04-03-10) vem mais uma mãe a dizer que a filha também já teve de ir tratar ao hospital agressões sofridas naquela Escola.
Ser representante de uma Ap para desconhecer a Escola que pertence, mais valia ficar calado e dar a vez a outro.
Contudo o mais importante é reforçar o apoio dado à família desta criança e levar-nos a pensar que podemos fazer muito mais pelas nossas crianças, do que o que temos feito.

Mas disso falaremos mais adiante.

LEANDRO, DESCANSA EM PAZ E DESCULPA POR NOS OS ADULTOS NAO TERMOS CUIDADO DE TI

Greve com fraca adesão em Gondomar.

O Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Maj. Valentim Loureiro, reagiu, esta tarde [4 de Março], aos primeiros números divulgados sobre a Greve da Função Pública.

Em Gondomar, a percentagem de adesão à greve foi reduzida, tendo apenas 4% participado neste protesto.
Com os Sindicatos a referirem 80% de adesão e o Governo a contrapor com 14%, a situação de Gondomar em nada afectou os normais Serviços do Município – em que apenas 58 dos mais de 2000 trabalhadores faltaram ou aderiram à greve.
Valentim Loureiro congratula-se com esta reduzida adesão à Greve e felicita os funcionários da Câmara pelo sentido de responsabilidade evidenciado face à difícil situação económico-financeira que o País atravessa. “Na Câmara de Gondomar, o que nos preocupa é o trabalho e mais emprego”, referiu a este propósito.

Fonte: Site C M Gondomar

José Giesta, fadista.

José Giesta, fadista, editou um novo álbum de seu nome "Canta Gondomar".

São 11 canções a falar e dedicadas à sua terra natal, Gondomar.
Porque a música muito fala ao coração, eis uma forma diferente de ouvir Gondomar a falar.

Uma lição ao Presidente da ilha da Madeira.

Em 1999 aquando da independência de Timor-Leste, a Madeira pela voz do seu Presidente recusou dar qualquer verba que fosse a Timor. Hoje, passados 11 anos é Timor-Leste que mesmo sem ninguém lhe pedir doa 550 mil euros à Madeira, mesmo sendo um Pais em início de vida e sem muitos recursos, mesmo não tendo as receitas que a Madeira tem, Timor dá-nos assim uma lição de vida principalmente ao Presidente da Madeira.