Por amor, com amor (11)

Em criança eu te via
Contigo sonhava
Sonhava contigo porque a ti era difícil chegar
E eu na minha timidez a ti não me atrevia a chegar
Mas a sonhar tudo era diferente
Nos meus sonhos tudo era diferente
Nos meus sonhos de criança e adolescente
Ambos calados e na nossa timidez poucas palavras trocávamos
Mas os olhares, ai esses olhares falaram por todas as palavras não ditas
Por todos os beijos não dados, por tudo o que não acontecia a não ser
A nossa troca de olhares.

Salgueiros.


Dou os meus parabéns pela subida de divisão ao meu clube de coração e onde tantas vezes fui e ainda irei com o meu pai ver os jogos.
Grande salgueiral.
Jogue onde jogar em que divisão for, sempre será o Salgueiros.

Por amor, com amor (10)

Sei até onde quero ir.
Mas não sei se quero ir
Sei onde encontrar meu lugar.
E com quem estarei até ao fim da vida.
Mas não quero parar por ai.
Quero a eternidade.
Contigo.
Quero contigo continuar a procurar a felicidade total.
Como se não houvesse amanhã.
Só o dia de hoje.

As (inuteis) pressões.

Nestes últimos dias têm me chegado telefonemas de pessoas que aquando a nomeação dos pais para o Conselho Geral Transitório nunca deram o nome nem se dispuseram a trabalhar neste órgão ao ponto de os nomes enviados serem mesmo à justa para as vagas em questão.Agora, como as eleições para o cargo a director no nosso Agrupamento estão renhidas, todos se lembram que afinal têm voz e querem dar opinião.
Todos querem aparecer e dizer o que bem lhes apetece mesmo sem conhecer os projectos em causa nem os currículos dos candidatos.
Apenas com o objectivo de botar a baixo os candidatos.
Uns contra o candidato A e outros a B.
Ora estas pessoas nem sabem do que falam porque nem nas reuniões das Ap´s das suas Escolas, essas ditas pessoas donas da sua verdade nunca aparecem e quando foi para aparecerem para trabalhar no Conselho Geral Transitório, que elaborou o novo Regulamento Interno, elaborou todo processo do concurso a Director, reunir 8 vezes em duas semanas e todo trabalho feito por todo Conselho e respectivas Comissões onde essas pessoas estavam?
Pois, como sempre não tinham tempo.
Mas é curioso que agora têm tempo para se atirarem aos pais que estão no Conselho Geral Transitório para os tentar manipular mediante a vontade de cada um.
Pois bem, NÃO adianta, pois nós convocamos os pais das nossas Escolas para ouvir o que tinham a dizer e escutamos opiniões mas também sabemos ler os Projectos apresentados pelos candidatos e depois das entrevistas aos mesmos mais ainda ficamos esclarecidos.
NÃO VAMOS DECIDIR POR ATRITOS PESSOAIS ENTRE PAIS E CONSELHO EXECUTIVO OU POR ATRITOS ENTRE PAIS E PRES. PEDAGÓGICO.
Ambos os candidatos são candidatos para um cargo novo nas nossas Escolas independentemente das suas obrigações cumpridas ou não nos actuais cargos.
Ganhe o que ganhar, terá todo apoio, meu pessoalmente como pai, da nossa Ap, do Conselho Geral e creio de toda a comunidade escolar, pois só assim poderemos fazer bom trabalho.
Nós pais escutamos as nossas Escolas, parceiros na Ap e demais pais, mas não aceitamos que tentem nos manipular.
ISSO NÃO.
Ainda ontem na Feira Medieval, escutei que se ganha-se o candidato A que os pais de essa referida Escola ao pedirem satisfações que iriam mandar esses pais vir ter comigo pois eu é que estou lá.
Ora esse representante dessa Ap nem sabe em quem vou votar e que por acaso o Conselho Geral Transitório tem mais 20 elementos que votam.
Por isso como podem fazer este tipo de comentário?
É ou não é pressão?
Pena é que só agora se lembrem que aos pais foi dado poder de participação (e não manipulação) nas nossas Escolas e que temos voz não só neste concurso ao cargo de Director mas também em todos os assuntos que nos dizem respeito.
Como por exemplo nos casos de indisciplina em que os alunos que a praticam são filhos dos pais que têm voz na Escola.
Porque todos os pais têm voz, tanto para reclamar como para ajudar a melhorar.
Assim se constrói uma Escola.
Sempre defendi e vou continuar a defender que é com colaboração de alunos/pais/docentes que podemos ter uma Escola de verdade.
Talvez por isso tenha recebido telefonemas anónimos a fazer pressão, pois sabem que esta Ap e eu pessoalmente nunca entro em guerras mas sim em construir caminhos entre todos e por isso temos dado voz aos pais que também querem entrar nessas construções.
Aos demais que só querem destruir eu digo que ganhem juízo.
Escutei a minha Escola e seus pais e ajudaram-me a esclarecer algumas coisas que me foram úteis na minha decisão.
Quanto em quem vou votar eu digo apenas que vou votar em quem acredito através do que li e ouvi da voz dos candidatos e não em quem sou pressionado.

Daniel Fernandes.

Por amor, com amor (9)

Cada poema
Cada melodia
Cada palavra bonita
Cada pôr-do-sol
Cada sorriso teu
Cada olhar nosso, olhos nos olhos
Cada beijo que de ti recebo
Cada momento destes é único
E me fazes ter a certeza que é contigo que estou feliz.

Por amor, com amor (8)

Não tenho que ser o melhor de todos
Não quero que sejas a melhor de todos
Não tenho de querer ser o melhor
A melhor não quero que sejas
Apenas quero ser eu próprio
E te ter a ti própria
Sendo tu mesma
E ser o melhor, de mim mesmo para quem me ama.

"Diz que é uma especie de politico".

Esta frase foi dita por este "diz que é uma especie de politico".

"Não pensem que isto é um caso de polícia, isto é um problema social de fundo, que resulta do agravamento da situação social e da indiferença que este Governo está a ter", afirmação feita por Jerónimo de Sousa no final do almoço convívio da CDU, em Matosinhos.

Ora como pode alguém no seu perfeito juizo fazer tal afirmação?
Agora cada vez que tenhamos problemas vai-se roubar e depois arriar na policia?
Este "diz que é uma especie de politico" nem refere o seu apoio nem do seu (partido?) aos policias que foram vitimas destes cobardes ataques.
Não quero que quem é deste (partido?) fique ofendido mas o que eu tenho a dizer a esta "diz que é uma especie de politico" é que ele não tem VERGONHA NA CARA E É PARVO.
Então agora vamos proteger os criminosos só porque estamos perante uma crise mundial?
E esta heim?

Daniel. Nome de origem Hebraica

Significado: Significa Deus é meu juiz.
Indica uma pessoa que não se preocupa exageradamente com a opinião dos outros.
O importante para ele é estar em paz com a própria consciência e com seus princípios morais. Tem uma intuição muito grande e sabe usá-la.
Do hebraico "Deus é meu juiz".

Conta-me como foi.


Mais uma vez a RTP faz das suas.
Mais uma vez acabou ou interrompeu a transmissão da série Conta-me como foi sem pré-aviso nem uma informação de última hora.
Cá em casa todos gostamos muito da série até meu filho de 8 anos que assim vai descobrindo como era nos tempos antigos a vida dos seus pais e avós.
Aliás atrevo-me a classificar esta série como um livro de história feito com vida.
Esperemos que o canal público de Televisão repare o erro que fez.

Vasco Granja.

Quem da nossa geração (tenho 35 anos) não se lembra do grande e único apresentador Vasco Granja?
Pois foi com muita tristeza que soube da sua morte aos 83 anos de idade.
Por isso só hoje consegui escrever sobre esse senhor, que durante 16 anos entrava pelas nossas casas com todas as novidades de Banda Desenhada e nos explicava até como eram feitos alguns filmes.
Isso sim, era um programa infantil e juvenil.
Aliás tinha muitos adultos que também viam.
Deixo aqui uma sincera homenagem a este GRANDE Senhor, que nos colava à Tv. durante todo seu programa.
Sempre haverá esse Senhor nos nossos corações quando alguém nos perguntar algo da nossa infância.





Por amor, com amor (7)

Pelos caminhos percorridos
Pelos ventos com que cruzamos
Pelo frio da caminhada nunca terminada
Encontro o bom tempo nos teus braços
O conforto de ter caminhado insistentemente
Sem nunca desistir, mas chegar até a ti
De não mais estar só
Próxima caminhada não vai haver
Já caminhei o que tinha a caminhar
Até te encontrar.

Por amor, com amor (6)

O caminho que caminhamos
As pessoas que encontramos
Por elas passamos
São pessoas que nos marcaram
Sempre as recordamos
Mas o amor nelas não encontra-mos
Amizade encontra-mos
E com elas ficamos no coração
Mas amor que nos junta-se
Não havia nestas uniões
São pessoas que nos lembramos
Mesmo as que nunca amamos
As que apenas simpatizamos