Notas soltas da nova Lei Gestão Escolar.

(Artigo 3.º/1 — A autonomia, a administração e a gestão dos agrupamentosde escolas e das escolas não agrupadas orientam--se pelos princípios da igualdade, da participação e da transparência.)
Espero mesmo que assim seja pois se assim não for esta nova lei já nasce torta.
(Artigo 4.º/1-d) Cumprir e fazer cumprir os direitos e os deveres constantes das leis, normas ou regulamentos e manter a disciplina.)
Aqui está um ponto que deve ser seguido ao pé da letra.
(Artigo 6.º/1-c) Reforçar a capacidade pedagógica das escolas e estabelecimentos de educação pré -escolar que o integram e realizar a gestão racional dos recursos.)
Venham esses reforços que bem falta faz nas nossas escolas.
(Artigo 6.º/5 — No processo de constituição de um agrupamento de escolas deve garantir -se que nenhuma escola ou estabelecimento de educação pré -escolar fique em condições de isolamento que dificultem uma prática pedagógica de qualidade.)
Ponto bem interessante. Quer isto dizer que as escolas no interior vão encerrar em maior número ao irá ser prestado maior apoio a essas escolas?
(Artigo 20.º/5 -e) Intervir nos termos da lei no processo de avaliação de desempenho do pessoal docente.)

Intervir como? Intervir será não concordar com a avaliação que é feita aos docentes ou ser o director a fazer a avaliação?

(Artigo 47.º Princípio geralAos pais e encarregados de educação e aos alunos é reconhecido o direito de participação na vida do agrupamento de escolas ou escola não agrupada.)
Depois deste direito reconhecido, os pais têm aqui uma oportunidade sem igual de participar mais na vida dos seus filhos nas escolas, mas seria aconselhável não misturar o participar com o mandar na escola.

Sem comentários: