Jovem sem carta mata operário e foge

Um trabalhador da Serurb, José Ribeiro, de 47 anos, morreu, ontem de manhã, após ter sido atropelado, no passeio, na Avenida Villa Garcia de Arosa, em Matosinhos. O condutor que o atropelou fugiu, mas acabou por entregar-se à PSP. Foi ouvido, entre as 19 e as 21.30 horas, na Divisão de Investigação Criminal (DIC) da PSP, de onde saiu com termo de identidade e residência como medida de coacção. Tem 19 anos, mora na Senhora da Hora, e, além de não possuir carta de condução, a viatura, que era emprestada, não tem seguro. Segundo a advogada, o jovem "começou a tirar a carta, mas ainda não fez o exame de código".

No caso do atropelamento com fuga, a DIC prosseguia, ontem, com as diligências, que passariam também pelo contacto com o Ministério Público. Ficou decidido que o indivíduo não será presente ao Tribunal de Instrução Criminal e que o processo prosseguirá os trâmites normais. A advogado do suspeito, Ana Espírito Santo, é a mesma que defende o jovem que atropelou dois adolescentes e fugiu, em Março, em Fânzeres. Também nesse caso, o condutor tem 19 anos, não tinha carta de condução, conduzia um carro sem seguro e entregou-se mais tarde à Polícia.

Fonte:JN

Caros leitores, que lei é esta que temos que liberta uma pessoa que mata um homem de familia?
Que advogada é esta que só tem defendido criminosos?
Será que um dia isto não acontecerá ao Juiz que libertou este criminoso ou a esta advogada?
Será que ai eles iriam libertar escroques destes?
O homem está morto mas o seu assasino festeja ai numa discoteca a sua libertação.
É esta a NAÇÃO que temos.

2 comentários:

Anónimo disse...

ESTAMOS NUM MUNDO DE CÃO.

Goldentiger disse...

Obrigado pela sua visita ao meu Blog!
Nampula e Tete foi onde ele esteve.
Os anos não sei ao certo. Sei que regressou em 1972.